HomeBlogEscolaTecnologia e inovação em sala de aula

Tecnologia e inovação em sala de aula

Em um mundo de constante evolução tecnológica, os alunos de hoje não reagem mais aos mesmos estímulos da educação tradicional. Diante de tanta tecnologia e inovação, é necessário que exista uma atualização dos antigos métodos pedagógicos para que alunos e professores tenham uma relação melhor em sala de aula. O uso da tecnologia como ferramenta de apoio torna as aulas mais prazerosas, pois relacionam os conteúdos e métodos à realidade dos alunos.

Confira, neste artigo, dicas para auxiliar a introdução de novos métodos e os desafios dessa transição e como superá-los!

O uso da tecnologia e inovação em sala de aula

O uso de recursos didáticos digitais pode variar de acordo com o plano, experiência e recurso de cada educador.  A utilização de tablets e celulares, por exemplo, vem se tornando cada vez mais comum em sala de aula. Antes proibidos, esses dispositivos são, hoje, uma importante ferramenta de apoio, com recursos que vão além do livro didático e quadro. É possível utilizar aplicativos voltados para o desenvolvimento do aluno em cada área do conhecimento, assim como disponibilizar simulados e avaliações digitais que podem ser feitas extraclasse.

A lousa digital permite que a interação dos alunos com o conteúdo seja muito maior. Essa inovação trouxe para sala de aula, além de textos, imagens e vídeos que podem ser editados pelo professor a qualquer momento. Esse recurso permite o desenvolvimento de aulas personalizadas, que dificilmente aconteceriam diante da lousa tradicional.

O papel da escola junto ao professor é buscar resultados mais consistentes para que os alunos se desenvolvam fora de aulas exclusivamente teóricas. Aulas inovadoras estimulam a formação de profissionais inovadores e preparados para um mercado cada vez mais competitivo e exigente.

Os desafios do uso da tecnologia e inovação em sala de aula

Existem diversos desafios que podem surgir ao longo do processo de introdução de novas tecnologias em sala de aula. As implementações exigem um certo investimento por parte da escola e total empenho dos alunos e professores. Dentre os desafios que podem ser encontrados estão:

Investimento e infraestrutura

O uso de equipamentos tecnológicos em sala de aula pode significar custos adicionais aos gestores, seja para adquirir os equipamentos ou pela sua manutenção. Além disso, é necessário fornecer um acesso à internet de qualidade para que o desempenho das plataformas utilizadas não seja prejudicado.

Apesar disso, existem algumas soluções para essas questões, como permitir que os alunos usem seus próprios equipamentos, caso possuam, como seus aparelhos celulares, ou adquirir um número limitado de exemplares de tablets ou notebooks, que serão organizados em esquemas de rodízio entre as turmas. É importante ressaltar que, caso esses dispositivos sejam requisitos para cumprir determinadas atividades, é responsabilidade da escola proporcionar esses recursos aos alunos.

Resistência dos professores

Quando uma nova tecnologia surge, a primeira reação é de estranhamento e rejeição. Por muitos anos o uso do celular em sala de aula foi motivo de discórdia entre os educadores e é natural que os docentes se sintam desconfortáveis diante da implementação de tecnologias em sala de aula. Parte dessa resistência pode ser consequência do desconhecimento das ferramentas disponíveis.

Muitas vezes, os professores sentem que os alunos sabem mais do que eles no que diz respeito ao uso da tecnologia. Por isso, é importante oferecer treinamentos e aulas de informática para que os profissionais fiquem seguros com a implementação tecnológica e inovações em sua didática.

Com uma rotina tão atarefada, o uso da tecnologia pode auxiliar e facilitar também o trabalho do professor. Plataformas que auxiliam o professor na elaboração e correção de avaliações, assim como as que fornecem dados mais detalhados sobre o desenvolvimento dos alunos, contribuem para a otimização do tempo que pode ser empregado em novas estratégias de ensino.

Distração dos alunos com os novos recursos

Diante de tanta informação e recursos, é possível que alguns alunos se distraiam dos conteúdos apresentados. Para que sejam utilizadas de maneira adequada, cabe ao professor orientar e auxiliar o uso dessas novas tecnologias em sala de aula. É preciso preparar o aluno para receber as novidades em sala de aula. É importante, no entanto, que o aluno seja preparado para isso sem perder sua autonomia. Na verdade, a independência o auxilia no processo de entender o objetivo de cada momento de uso da tecnologia: estudos ou lazer.

Escolha de ferramentas

Utilizar tecnologias e inovações em sala de aula é uma realidade inadiável. Entretanto, é necessário estudo e planejamento na hora de decidir quais serão as plataformas e ferramentas implementadas. Entender as demandas dos alunos, suas dificuldades e pontos fortes pode ser uma estratégia na hora de decidir o que será utilizado em sala de aula. É importante saber qual o tipo de aparelho tecnológico os estudantes estão acostumados a utilizar fora das salas de aula, qual tipo de informação tecnológica eles podem precisar futuramente no mercado de trabalho e o que eles gostariam de aprender.

É importante ouvir a opinião dos alunos, já que são eles quem mais se conhecem e entendem com que tipo de tecnologias estão familiarizados e não apresentam dificuldades de uso.

Conclusão

O uso da tecnologia e inovação tornou-se requisito para escolas que desejam se destacar por meio das inovações pedagógicas. É necessário planejamento na hora de implementar novas tecnologias para que elas se adequem e tragam benefícios para alunos e professores de forma que o desempenho de ambos se torne cada vez melhor, dentro e fora de sala.

O uso da tecnologia nas escolas hoje é muito diferente do que era há alguns anos. Quer saber mais sobre isso e entender melhor as tecnologias atuais? Baixe nosso infográfico gratuito e veja uma retrospectiva do que mudou no uso da tecnologia nas escolas.

tecnologia-e-inovacao-em-sala-de-aula-cta

Quais tecnologias estão presentes nas salas de aula de sua escola? Comente!